Logo paivense
Logo paivense

Governo de Costa já fez 3.282 nomeações. Em média, são 2 por dia

O Governo de António Costa já fez 3.282 nomeações desde que tomou posse. O Executivo nomeou cerca de duas pessoas por dia, número que supera o do governo de Passos Coelho e Sócrates.

De acordo com os dados compilados pelo Correio da Manhã, das 3.282 nomeações, 2.342 foram feitas para gabinetes ministeriais e 940 para altos cargos de órgãos da administração pública. Olhando apenas para as nomeações para os gabinetes, o Executivo da geringonça nomeou cerca de duas pessoas por dia (1,9).

Embora admita que a comparação não é exata, o CM nota que o ritmo de nomeações do Governo de Costa bate o dos seus antecessores. Não é exata porque a estrutura governativa é diferente, nomeadamente ao nível do número de ministérios e secretarias de Estado, mas também no que concerne ao espaço temporal. No caso das nomeações de Costa, foi considerado o período entre 26 de novembro de 2015 e dia 23 de abril.

No caso de Passos Coelho a média de nomeações rondava 1,45 por dia, muito idêntica ao governo que o precedeu, de José Sócrates (1,48 nomeações por dia).

A maré de nomeações está longe de ser um exclusivo do Governo atual e até já teve expressões que ficaram para a história do regime democrático, como a célebre frase popularizada no tempo de António Guterres: “No jobs for the boys”. Existe, inclusive, uma lei de 2012 destinada a colocar um travão às nomeações para os gabinetes do poder.

Certo é que, quando um ministro ou secretário de Estado sai, os membros da nova equipa têm de ser nomeados novamente, mesmo que continuem a ser os mesmos.

O Ministério do Ambiente bate todos os recordes de nomeações, atingindo as 295. O novo Ministério das Infraestruturas e Habitação, tutelado por Pedro Nuno Santos e com duas secretarias de Estado, contabiliza 71 nomeações. O Ministério do Planeamento conta com apenas 25.

Fonte: ZAP