Logo paivense
Logo paivense

Isaltino Morais quer fazer de Paço de Arcos a “Saint-Tropez de Portugal”

Mário Cruz / Lusa

O presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino de Morais

O presidente da Câmara Municipal de Oeiras espera o aval para construir várias rotundas entre a Cruz Quebrada e Carcavelos, e também planeia construir uma nova marina de recreio em Paço de Arcos, para transformar a zona numa “espécie de Saint-Tropez de Portugal”.

Em declarações ao Público, Isaltino Morais fala dos planos que tem para Oeiras, realçando que aguarda a autorização da Infraestruturas de Portugal para realizar obras profundas na Marginal, nomeadamente para construir várias rotundas entre a Cruz Quebrada e Carcavelos, e para o desnivelamento da estrada junto a Santo Amaro.

O objectivo é “abrir toda aquela frente ribeirinha do jardim de Santo Amaro para a praia”, diz o autarca que também prevê concluir o passeio marítimo entre Paço de Arcos e Caxias e entre a Cruz Quebrada e Algés, ligando o concelho de Cascais ao de Lisboa. Uma forma de promover a “reconciliação definitiva de Oeiras com o Tejo”, diz.

Isaltino também pretende construir um viaduto ou um túnel “através de um concurso de concepção/construção”, considerando que é “muito urgente” e que, por isso, a obra “não se compadece com abertura de concurso público para o projecto, depois um concurso público para a empreitada”.

Dos planos do autarca faz ainda parte a construção de uma nova marina de recreio em Paço de Arcos. “Queremos fazer de Paço de Arcos a Saint-Tropez de Portugal“, diz Isaltino, frisando que o centro da vila “está a ser recuperado e está a ficar muito bonito”.

O presidente da Câmara constata que a zona já é uma das que tem “mais restauração da região de Lisboa, de grande qualidade”, e que, “por isso, tem todas as condições para ser uma espécie de Saint-Tropez”.

Oeiras já tem, actualmente uma marina e está prevista a construção de uma outra marina na Cruz Quebrada, no âmbito de um projecto imobiliário do grupo SIL para a foz do Jamor. “Quantas mais marinas houver na zona do Tejo, melhor”, conclui Isaltino.

Fonte: ZAP