Logo paivense
Logo paivense

Rapaz de 5 anos identifica pegadas de dinossauro com 130 milhões de anos

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=C3VPEGkXWnw?feature=oembed&w=700&h=394]

Um rapaz, de cinco anos, encontrou em Tongjiang, no sudoeste da China, pegadas de dinossauro com 130 milhões de anos.

Uma equipa de paleontólogos chineses anunciou a descoberta de pegadas de dinossauro, com 130 milhões de anos, em Tongjiang, no sudoeste da China. O feito só foi possível graças à identificação feita por um rapaz, de cinco anos, durante um passeio em família, conta o canal estatal russo RT.

Os habitantes daquela zona já tinham visto as pegadas há muito tempo, mas foi Yang Zherui quem relacionou as marcas, pela primeira vez, com os animais pré-históricos, assegurando que poderiam pertencer a um tipo de dinossauros semelhantes a pássaros.

Posteriormente, os pais da criança entraram em contacto com Xing Lida, um especialista na área e professor adjunto da Universidade de Geociências da China.

Depois de analisar as evidências, o investigador concluiu que o menino tinha razão e que as pegadas foram deixadas por terópodes (Theropoda), uma subordem de dinossauros bípedes que tinha três dedos e membros ocos, semelhantes aos das aves.

No total, os paleontólogos encontraram cinco pegadas fossilizadas, com cerca de 35 centímetros de comprimento, numa rocha de 20 metros quadrados. Por outro lado, a equipa estima que pertenceram a um dinossauro de quatro metros de comprimento e, com base nas garras afiadas, consideram que este era carnívoro.

Segundo o mesmo site, o feito de Zherui transformou-o na pessoa mais nova de sempre a descobrir um espécime deste tipo na China. Agora, as investigações vão continuar em busca de outros vestígios.